A Vinícola Palmeiras

Vinícola

Filhos de famílias de lavradores, criadores de pequenos e médios animais e outras atividades rurais, Benedito Silvino de Camargo, o "Camarguinho" , e os irmãos Benedito José de Góes, o "Ditão" , e Roque José de Góes, o "Rocão", foram criados sob o mesmo teto.

Em meados da década de 20, quando o plantio da uva e a fabricação de vinhos começaram a ganhar força em São Roque, os três rapazes decidiram investir nessa área.

Unidos desde a infância e com muita vontade de prosperar, iniciaram o plantio de uvas nas terras de Canguera. Em 1928, construíram a primeira adega, na época a maneira de se fazer vinho era totalmente artesanal, desde a utilização de carros puxados por bois e carroças puxadas por burros para o transporte das uvas dos parreirais até a adega quanto a moagem dos cachos no catre, onde todo o processo de esmagamento era feito com os pés. No começo, a produção podia ser considerada caseira, entre 200 a 1000 litros por ano, comercializados no próprio município e cidades vizinhas em barris, com o passar dos anos, foi aumentando a produção de vinhos e também foram estabelecidas normas técnicas, isto é, uma legislação específica para produtores. Com isso, a adega de Camarguinho, Ditão e Rocão assumiu uma razão social - Góes Camargo e Cia Ltda, registrando a marca Vinhos Palmeiras. Isso aconteceu em 1938 exatos 10 anos após a fundação da adega pioneira.

Hoje atualmente sob o comando da 3a.geração, a marca se concretiza no mercado.

Horários de funcionamento:

De 2º a 6º feira, das 08h às 18h.

Sábados, Domingos e feriados, das 09h às 18h.

Fone: (0xx) 11 4711.1500

Vitivinicultura em São Roque

As origens do cultivo da uva e a produção de vinho em São Roque remontam aos primeiros tempos do povoado. Em meados do século XVII, quando aqui chegou, o fundador do município, Pedro Vaz de Barros, fez plantar extensos vinhedos, transformando-se assim na legendária figura do primeiro viti-vinicultor de sanroquense.

Após o impulso inicial, mais dois séculos iriam correr e só mesmo por volta de 1880, é que acontece o ressurgimento da vitivinicultura em São Roque. Em 1924 com a chegada de imigrantes italianos e portugueses a produção alcançava mais de 1 milhão de litros de vinho e já somava duas ou três dezenas de viti-vinicultores. O apogeu da indústria viti-vinicultora sanroquense chega entre as décadas de 40 a 60 com a produção anual de 12 milhões de litros. Atualmente estas vinícolas mantém boas instalações para a recepção de turistas, sendo que a maioria dessas, com fácil acesso através da estrada do vinho, a partir do Km 60 da Rodovia Raposo Tavares.

A primeira Festa do Vinho realizada em São Roque aconteceu em julho de 1942, o primeiro evento no Brasil vinculado à produção e comercialização da bebida. O local escolhido para sua realização foi o Largo dos Mendes, o Campo da Associação, como era conhecido naquela época. A festa nasceu por sugestão do Dr. Cláudio Cecil Roland, apresentada e aprovada em reunião do Rotary Clube, à época presidido pelo Dr. João Gabriel Pinto Costa, prefeito do município. A partir daí realizaram-se 37 edições dessa famosa festa, onde havia grande visitação de turistas que vinham para degustar e adquirir tais produtos. Este evento foi sem dúvida o que deu grande impulso para o setor vinícola da região.

Horário de Atendimento

  • De 2º a 6º feira, das 08h às 18h.

    Sábados, Domingos e feriados, das 09h às 18h.

    Fone: (0xx) 11 4711.1500

 

NewsLetter